Scarpa perde nova ação na Justiça e segue sem poder jogar no Palmeiras.

12 JUN 2018
12 de Junho de 2018

O meia Gustavo Scarpa perdeu a ação trabalhista que corria na 70ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro. Na decisão, a juíza Dalva Macedo considerou improcedente a reclamação do jogador, que tentava se desvincular do Fluminense alegando atrasos no pagamento de direitos de imagem e FGTS.

Com isso, ele segue ligado ao clube carioca e impossibilitado de jogar pelo Palmeiras.Scarpa já havia sofrido uma derrota no TRT-RJ (Tribunal Regional do Trabalho do Estado do Rio de Janeiro) na semana passada. Na ocasião, ele tentava um mandado de segurança para poder atuar pelo Palmeiras enquanto a decisão de primeira instância não saía, mas os desembargadores negaram o pedido por 8 votos a 3.

Ainda cabe recurso da decisão na 70ª Vara, mas, por enquanto, Scarpa segue sem poder jogar pelo time paulista. O Palmeiras se valeu de uma liminar em janeiro, que rompeu provisoriamente o vínculo do meia com o Flu, para contratá-lo. Porém, essa liminar foi anulada em março, fazendo com que o contrato com o clube tricolor voltasse a vigorar.

O último jogo de Gustavo Scarpa foi em 11 de março, quando fez dois gols na vitória por 3 a 0 do Palmeiras sobre o Ituano, ainda na primeira fase do Campeonato Paulista. Desde que ficou impedido de atuar pelo alviverde, ele vem mantendo a forma em Hortolândia, cidade do interior de São Paulo onde vive sua família.

O Palmeiras não é parte no processo, mas monitora e presta assistência jurídica no caso. Ao contratar o jogador, aliás, o clube alviverde colocou uma cláusula que o desobriga de pagar qualquer indenização ou multa no caso de o atleta perder na justiça. O contrato de Scarpa com o Fluminense vai até setembro de 2020. (Folhapress)

Voltar

a editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Cliqueditar.

Clique aqui ar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique